::::::::::::::::::::::::::::::::::: Novo Award:::::::::::::::::::::::::::::::






::::::::::::::::::::::::::::::::::: Selo Destaque:::::::::::::::::::::::::::::::




::::::::::::::::::::::::::::::::::: Destaque Do Mês:::::::::::::::::::::::::::::::
















::::::::::::::::::::::::::::::::::: Para Você:::::::::::::::::::::::::::::::

:::PRESENTES:::

:::DESTAQUES:::




::::::::::::::::::::::::::::::::::: Minhas Salas :::::::::::::::::::::::::::::::

:::Premios Recebidos:::

:::Destaques Recebidos:::

:::Meus Presentes:::

:::Meus PresentesII:::

::: Pres/ Homenagens:::

:::Awards Recebidos:::

:::Awards RecebidosII:::

:::Links Blogs Amigos:::

:::Natal/2006:::

:::Natal/2007:::

:::Natal/2008:::

:::NATAL/2009:::

:::NATAL/2010:::

:::PresentesdePascoa:::




::::::::::::::::::::::::::::::::::: Link-me:::::::::::::::::::::::::::::::




::::::::::::::::::::::::::::::::::: Premio do Ano:::::::::::::::::::::::::::::::




clique aqui e conheça os mais lindos blogs e sites na internet.





Photobucket



::::::::::::::::::::::::::::::::::: Eu Participo:::::::::::::::::::::::::::::::














"BLOG SERENELLA" FAZ PARTE





Photobucket




Ti sognai
I sogno
Ed i baci
sembrava vivi
E ti cercavo la mano
Stati veri i sinceri
Ti amo
Forse é
anche nostalgia
Nostalgia che
non lascia mai
Nostalgia di
te mio dolce amore


Sonhei com voce
Em sonho
E os beijos
pareciam vivos
Eu te procurava a mão
Momentos verdadeiros
e sinceros
Te amo
Talvez é
tambem saudade
Saudade que
não nos deixa mais
Saudade de
voce meu doce amor






















Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting









Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Photobucket





Photobucket




Histórico:

- 10/04/2011 a 16/04/2011
- 21/11/2010 a 27/11/2010
- 08/08/2010 a 14/08/2010
- 23/05/2010 a 29/05/2010
- 17/01/2010 a 23/01/2010
- 16/08/2009 a 22/08/2009
- 29/03/2009 a 04/04/2009
- 05/10/2008 a 11/10/2008
- 27/07/2008 a 02/08/2008
- 29/06/2008 a 05/07/2008
- 13/04/2008 a 19/04/2008
- 20/01/2008 a 26/01/2008
- 09/12/2007 a 15/12/2007
- 07/10/2007 a 13/10/2007
- 16/09/2007 a 22/09/2007
- 19/08/2007 a 25/08/2007
- 22/07/2007 a 28/07/2007
- 08/07/2007 a 14/07/2007
- 17/06/2007 a 23/06/2007
- 20/05/2007 a 26/05/2007
- 15/04/2007 a 21/04/2007
- 01/04/2007 a 07/04/2007
- 25/02/2007 a 03/03/2007
- 14/01/2007 a 20/01/2007
- 22/10/2006 a 28/10/2006
- 01/10/2006 a 07/10/2006
- 17/09/2006 a 23/09/2006



Outros sites:

- UOL - O melhor conteúdo
- BOL - E-mail grátis


Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog









 






AGRADEÇO COM MUITO CARINHO AOS AMIGOS PELOS PREMIOS, AWARDS, PRESENTES E DESTAQUES .




























































18/07/2009

A LUA ME DISSE

Na janela, a imagem da Lua
Pronta a moldurar meus sonhos
Sempre ali, fazendo-se presente
Leva para tão longe meu coração

Envolta em seu véu brilhante
Hora grande e bela, hora

simples traço
Desperta minha imaginação
Permite-me mais espaço...


Hoje está meio que de lado lua amiga
Não porque perdestes a beleza
Pois ela é imutável, mas um outro amigo
É o que meu coração anseia

Ele vem quando você se for
Seu nome é Sol, grande e poderoso

Tem estilo, tem beleza...
Mas não é isso que me atrai
Em sua face ardente e brilhante
Diferente de você, ele

não traz o sonho
É um outro encanto Lua querida
Trará o dia, o sorriso,

o brilho da vida

20/05/2009

"Foi tão fácil
Deixar-me perder
Sem sinais
No teu céu
Pois eu já não encontro
O caminho


Eu não sei mais
Como hei-de voar
Esquecer
Livrar o pensar
Se és tão frágil
Neste mundo


Continuo a deixar-me perder
Sem sinais
No teu céu
Pois eu já não encontro
O caminho"

 

Insensatez

eu navego
em ti
o desejo insano
que persegue
anos a fio.

nas águas perigosas
do teu cio
eu me deixaria afogar
de vez.

Anônima Saudade
 

Não viste a noite despida em meus olhos
No vago lume do horizonte
A branda nudez das mãos em espera
À minha volta, o vaguear dos sonhos
Em vigília sobre as pálpebras da esperança
Pousado sobre a minha memória
O silêncio do teu nome
Evocando os passos da saudade
Deitado no mármore do tempo
O gesto possível que mudaria tudo
Não fosse a certeza da tua ausência
 Fernanda Guimarães

01/04/2009

Ciclo da Solidão

 
Descortino o passado
Para iluminar o futuro
Disseco os fatos
Para aliviar os fardos
 
A dor é absurda
Fico doente e muda
Mas preciso prosseguir
Para abraçar o que há de vir
 
Ergo a cabeça
Para que eu não enlouqueça
Preciso des´render o esforço
Para que não haja desgosto
 
Quebrarei o ciclo da solidão
Viverei intensamente a paixão
Pois da vida, nada temo
E viverei sem receio...
               (Helena Kluiser)



- Postado por: serenella às 22h58
[ ] [ envie esta mensagem ]



 











::::::::::::::::::::::::::::::::::: Meu Outro Blog:::::::::::::::::::::::::::::::













BLOG NO AR DESDE 23/09/2006!!!





contatore



Photobucket



Photobucket

Photobucket


::::::::::::::::::::::::::::::::::: SanremoStory:::::::::::::::::::::::::::::::



Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket


Photobucket - Video and Image Hosting




::::::::::::::::::::::::::::::::::: Minha Música:::::::::::::::::::::::::::::::





::::::::::::::::::::::::::::::::::: Letra Serenella:::::::::::::::::::::::::::::::

:::SERENELLA:::


Come profumi, che gonna,
che bella che sei,
che gambe che passi
sull'asfalto di Roma.
Serenella,
in questo vento di mare, di pini,
nel nostro anno
fra la guerra e il duemila.
Dal conservatorio all'università,
la bicicletta non và,
e tu che aspetti me
con i capelli giúbr> e io li carezzerò
seduti al nostro caffè
Serenella,
la radio trasmetterà
la canzone che ho pensato per te,
e forse attraverserà
l'oceano lontano da noi.
L'ascolteranno gli americani
che proprio ieri sono andati via,
e con le loro camicie a fiori
colorano le nostre vie
e i nostri giorni di primavera
che profumano dei tuoi capelli
e dei tuoi occhi cosi belli,
spalancati sul futuro
e chiusi su di me.
Nel novecentocinquanta.
Nel novecentocinquanta.
Amore, ma come stiamo bene al sole,
amore, da quest'anno tu sarai con me.
È tondo quest' anno,
è £ome un pallone che tiro diretto,
e che bell' effetto al mio cuore.
Serenella,
coi soldi, cravatte e vestiti di fiori
e una Vespa per correre insieme al mare.
Al mare di questa città,
alle onde, agli spruzzi
che escono fuori dalle nostre fontane,
e se c'è µn pò di vento
ti bagnerai
mentre aspetti me
al nostro caffè.
Serenella,
la radio trasmetterà
questa canzone che ho pensato per te,
e forse attraverserà
l'oceano lontano da noi.
L'ascolteranno gli americani
che proprio ieri sono andati via,
e con le loro camicie a fiori
che colorano le nostre vie
e i nostri giorni di primavera
che profumano dei tuoi capelli
e dei tuoi occhi cosi belli,
spalancati sul futuro
e chiusi su di me.
Nel novecentocinquanta.
E ti amo, ti amo forte al sole,
questo sole che sembra vicino.
Serenella, io voglio un bambino
nei nostri giorni di primavera.
Lo penseremo come una canzone.
Serenella, ti porto al sole.
Serenella, ti porto al mare.
La radio trasmetterà
questa canzone che ho pensato per te,
e forse attraverserà
l'oceano lontano da noi.
L'ascolteranno gli americani,
che proprio ieri sono andati via
O Serenella, ti porto al mare.
Ti porto via.
L'ascolteranno gli americani,
che proprio oggi sono andati via.
O Serenella, ti porto al mare.
Ti porto via.



:::TRADUÇÃO:::

Como perfumas, que saia,
que bela que és
que pernas que moves
sobre o asfalto de Roma.
Serenella,
neste vento de mar, de pinheiros,
entre a guerra e o dois mil.
Do conservatório á µniversidade,
a bicicleta não vai,
e tu que esperas por mim
com os cabelos compridos
e eu os acariciarei
sentados no nosso bar.
Serenella,
o radio transmitirá
a canção que pensei para ti,
e talvez atravessarás
o oceano distante de nós
A escutarás os americanos
que próprio ontem foram embora,
e com suas camisas a flores
coloram as nossas vias
e os nossos dias de primavera
que perfumam dos teus cabelos
e dos teus olhos tão belos,
abertos para o futuro
e fechados sobre mim.
Em novecentos cinquenta.
Em novecentos cinquenta.
Amor, mas como estamos bem ao sol,
amor, deste ano tu estará comigo.
É redondo este ano,
é como uma bola que chuto direto,
e que belo efeito ao meu coração.
Serenella,
com o dinheiro, gravatas
e vestidos de flores
e una Vespa para correr
juntos até o mar.
Ao mar desta cidade,
às ondas, aos borrifos
que saem dás nossos chafarizes,
e se tem um pouco de vento
te banharás
enquanto esperas por mim
no nosso bar.
Serenella,
o radio transmitirá
esta canção que pensei para ti,
e talvez atravessará
o oceano distante de nós
A escutarão os americanos
que próprio ontem foram embora,
e com suas camisas a flores
que coloram as nossas vias
e os nossos dias de primavera
que perfumam dos teus cabelos
e dos teus olhos tão belos,
abertos para o futuro
e fechados sobre mim.
Em novecentos cinquenta
E te amo, te amo forte ao sol,
este sol que parece vizinho.
Serenella, eu quero um menino
nos nossos dias de primavera.
O pensaremos como uma canção.
Serenella, te levo ao sol.
Serenella, te levo ao mar.
O radio transmitirá
esta canç£o que pensei para ti,
e talvez atravessará
o oceano distante de nós
A escutarão os americanos
que próprio ontem foram embora
Oh Serenella, te levo ao mar.
Te levo embora.
A escutarão os americanos
que próprio hoje foram embora.
Oh Serenella, te levo ao mar.
Te levo embora.














temperatura em Curitiba





Photobucket - Video and Image Hosting

BILHETE

Se tu me amas,
ama-me baixinho.
Não o grites de cima dos telhados,
deixa em paz os passarinhos.
Deixa em paz a mim!
Se me queres,
enfim,
.....tem de ser bem devagarinho,
.....amada,
.....que a vida é breve,
.....e o amor
.....mais breve ainda.

Mario Quintana



Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - 
Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting


Photobucket
 - Video and Image Hosting



Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket













Photobucket - Video and Image Hosting

Do teu cheiro

O gosto da tua pele
sal impregnado em meus lábio
que me mata de sede
à beira da fonte dos teus prazeres.

O teu gosto na minha boca
mel que sacia meus desejos
na hora derradeira
do medo de te perder
em meio aos lençóis.

O teu cheiro impregnado
no meu corpo
perfume raro que nem a chuva
leva de mim.



Photobucket
Photobucket

Photobucket

Photobucket - Video and Image Hosting



Photobucket








Photobucket