::::::::::::::::::::::::::::::::::: Novo Award:::::::::::::::::::::::::::::::






::::::::::::::::::::::::::::::::::: Selo Destaque:::::::::::::::::::::::::::::::




::::::::::::::::::::::::::::::::::: Destaque Do Mês:::::::::::::::::::::::::::::::
















::::::::::::::::::::::::::::::::::: Para Você:::::::::::::::::::::::::::::::

:::PRESENTES:::

:::DESTAQUES:::




::::::::::::::::::::::::::::::::::: Minhas Salas :::::::::::::::::::::::::::::::

:::Premios Recebidos:::

:::Destaques Recebidos:::

:::Meus Presentes:::

:::Meus PresentesII:::

::: Pres/ Homenagens:::

:::Awards Recebidos:::

:::Awards RecebidosII:::

:::Links Blogs Amigos:::

:::Natal/2006:::

:::Natal/2007:::

:::Natal/2008:::

:::NATAL/2009:::

:::NATAL/2010:::

:::PresentesdePascoa:::




::::::::::::::::::::::::::::::::::: Link-me:::::::::::::::::::::::::::::::




::::::::::::::::::::::::::::::::::: Premio do Ano:::::::::::::::::::::::::::::::




clique aqui e conheça os mais lindos blogs e sites na internet.





Photobucket



::::::::::::::::::::::::::::::::::: Eu Participo:::::::::::::::::::::::::::::::














"BLOG SERENELLA" FAZ PARTE





Photobucket




Ti sognai
I sogno
Ed i baci
sembrava vivi
E ti cercavo la mano
Stati veri i sinceri
Ti amo
Forse é
anche nostalgia
Nostalgia che
non lascia mai
Nostalgia di
te mio dolce amore


Sonhei com voce
Em sonho
E os beijos
pareciam vivos
Eu te procurava a mão
Momentos verdadeiros
e sinceros
Te amo
Talvez é
tambem saudade
Saudade que
não nos deixa mais
Saudade de
voce meu doce amor






















Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting









Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Photobucket





Photobucket




Histórico:

- 10/04/2011 a 16/04/2011
- 21/11/2010 a 27/11/2010
- 08/08/2010 a 14/08/2010
- 23/05/2010 a 29/05/2010
- 17/01/2010 a 23/01/2010
- 16/08/2009 a 22/08/2009
- 29/03/2009 a 04/04/2009
- 05/10/2008 a 11/10/2008
- 27/07/2008 a 02/08/2008
- 29/06/2008 a 05/07/2008
- 13/04/2008 a 19/04/2008
- 20/01/2008 a 26/01/2008
- 09/12/2007 a 15/12/2007
- 07/10/2007 a 13/10/2007
- 16/09/2007 a 22/09/2007
- 19/08/2007 a 25/08/2007
- 22/07/2007 a 28/07/2007
- 08/07/2007 a 14/07/2007
- 17/06/2007 a 23/06/2007
- 20/05/2007 a 26/05/2007
- 15/04/2007 a 21/04/2007
- 01/04/2007 a 07/04/2007
- 25/02/2007 a 03/03/2007
- 14/01/2007 a 20/01/2007
- 22/10/2006 a 28/10/2006
- 01/10/2006 a 07/10/2006
- 17/09/2006 a 23/09/2006



Outros sites:

- UOL - O melhor conteúdo
- BOL - E-mail grátis


Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog









 






AGRADEÇO COM MUITO CARINHO AOS AMIGOS PELOS PREMIOS, AWARDS, PRESENTES E DESTAQUES .




























































02/10/2006

Seios

Teus seios pequeninos que em surdina,
pelas noites de amor, põem-se a cantar,
são dois pássaros brancos que o luar
pousou de leve nessa carne fina.

E sempre que o desejo te alucina,
e brilha com fulgor no teu olhar,
parece que seus seios vão voar
dessa carne cheirosa e purpurina.

Eu, pare tê-los sempre nesta lida,
quisera, com meus beijos, desvairado,
poder vesti-los, através da vida,

para vê-los febris e excitados,
de bicos rijos, ávidos, rasgando
a seda que os trouxesse encarcerados
.

Quero lhe beijar a boca

Quero lhe beijar a boca
morder seus lábios
e brincar sua língua na minha.
Quero lhe beijar a nuca
lhe arrepiar inteiro
encostar meu peito no seu
até os corações se compassarem
as mãos entrelaçadas suarem.
Quero um abraço eterno
de guardar seu cheiro na minha pele.
Quero me queimar no seu fogo
e guardar pra sempre a cicatriz escarlate
desse nosso encontro.

Cartografia


Deixe que meus versos
Acariciem teu pescoço
Para que cada palavra de minha boca
Busque os segredos profundos de tua pele.
Em verbos e adjetivos
Mapearei a geometria de tuas formas
Delirando entre sonhos e verdades
E desejos
E loucuras
E vivências.
Entre o toque da caneta no papel
E o de minha língua em tua língua
Vai uma distância tão curta
Que escala alguma representará.
Derrubando fronteiras
Com rios de prosa e versejar
Traçarei meandros de corpos em corpos
Estremecendo as atmosferas de nossos toques.
E quando o último verso meu
Escorregar de tuas pernas
Eu me afastarei
E contemplarei
Cada linha eterna de tua beleza,
Eternamente gravadas em mim.
E saberei não haver distância
Entre minhas palavras e tua boca.



- Postado por: serenella às 20h05
[ ] [ envie esta mensagem ]





19/09/2006

Vento Selvagem


Céu de uma noite de agosto

Na chuva de estrelas

Que cai sobre nós

Fora das luzes do porto

É o perfume do meu cheiro

O teu corpo nu sobre o meu

Me ame assim se você me quer

Com a douçura do teu amor

Com a alegria e com a dor

Me pegue assim se você me quer

Com as minhas lagrimas e o meu suor

Como um fruto da paixão

É o silêncio deste mar

Que no ceu

Nos faz navegar sempre mais

Ora este vento selvagem

Que nos leva mais pro alto

Como plumas e sem peso

E depois ainda mais alto

Nas asas do falcão

Respirando a coragem

Pra voar ainda mais alto.


Prazer e êxtase

Stela Fonseca

O prazer se
faz em êxtase:
quando o
meu corpo,
feito água,
descobre
todos os
caminhos
do seu.
E deixa-se
ficar
onde você
mergulha em
mim.



- Postado por: serenella às 20h03
[ ] [ envie esta mensagem ]





Amor Distante

Sinto falta da sua presença

do seu olhar trigueiro

do seu cheiro de natureza.

Sinto falta das suas mãos,

deslizando pelo meu rosto,

e da sua boca na minha boca.

Sinto falta do passado,

tão distante em meu presente,

Sinto falta de você,

Meu louco amor ausente.

( Suzana Motta)

APENAS UMA CANÇÃO DE AMOR

Rogério Feltrin

ENQUANTO A CHUVA MOLHA MEU ROSTO,

ELA ESCONDE A MINHA LÁGRIMA

QUE INSISTE EM ENCONTRAR O CHÃO,

ENQUANTO O FRIO TOMA MEU CORPO

EU APRENDI SEM A GRAMÁTICA

QUE SAUDADE NÃO TEM TRADUÇÃO

EU PRECISO TANTO DE VOCÊ

O SEU AMOR É O QUE ME FAZ CRESCER

E CONHECE COMO A PRÓPRIA MÃO,

CADA MEDO DO MEU CORAÇÃO

HOJE PENSEI TANTO EM NÓS DOIS

QUE NÃO PODIA DEIXAR PRA DEPOIS

E EU VIM AQUI SÓ PRA DIZER

QUE EU SOU LOUCO POR VOCÊ .



- Postado por: serenella às 19h59
[ ] [ envie esta mensagem ]





Do teu cheiro

O gosto da tua pele
sal impregnado em meus lábios
que me mata de sede
à beira da fonte dos teus prazeres.

O teu gosto na minha boca
mel que sacia meus desejos
na hora derradeira
do medo de te perder
em meio aos lençóis.

O teu cheiro impregnado
no meu corpo
perfume raro que nem a chuva
leva de mim...

"Ero convinto che ormai mancassero
 solo delle sfumature alla mia vita.
Ti incontro e mi accorgo che mi mancava la vita”

(Tinha certeza que faltassem só algumas
 nuances na minha vida.
 Te encontro e percebo que me faltava a vida).

"Massimo Troisi"

UM SONHO

 HOJE, EM UM SONHO TE ENCONTREI

COMO UM LOUCO TE BEIJEI

E FOI TANTO AMOR...TANTO PRAZER...

HOJE, LONGE DA REALIDADE

CONHECI A ETERNIDADE

EM UM ABRAÇO TEU...

E COMO ME DÓI SABER

QUE ISSO É ALGO QUE SÓ SONHEI

NOS AMAMOS COM TANTA PAIXÃO...

COM TANTO PRAZER...

NOS JURAMOS AMOR ETERNO...

HOJE, ME DOU CONTA QUE TE AMEI

QUE MINHA VIDA EU DEIXEI

EM UM SONHO QUE SONHEI




- Postado por: serenella às 19h56
[ ] [ envie esta mensagem ]





Do teu cheiro

O gosto da tua pele
sal impregnado em meus lábios
que me mata de sede
à beira da fonte dos teus prazeres.

O teu gosto na minha boca
mel que sacia meus desejos
na hora derradeira
do medo de te perder
em meio aos lençóis.

O teu cheiro impregnado
no meu corpo
perfume raro que nem a chuva
leva de mim...

"Ero convinto che ormai mancassero
 solo delle sfumature alla mia vita.
Ti incontro e mi accorgo che mi mancava la vita”

(Tinha certeza que faltassem só algumas
 nuances na minha vida.
 Te encontro e percebo que me faltava a vida).

"Massimo Troisi"



- Postado por: serenella às 19h53
[ ] [ envie esta mensagem ]





Se o amor pudesse

Vinicius de Moraes / Marília Medalha

Se o amor pudesse de repente compreender
Toda a loucura que um amor pode conter
Se ele pudesse, num momento de razão
Saber ao menos quanto dói uma paixão
Quem sabe o amor, ao descobrir a dor de amar
Partisse embora para nunca mais voltar
Mas me parece que uma prece ia nascer
Na voz daqueles que o amor mais fez sofrer
A lhe dizer que vale mais morrer de dor
Do que viver num paraíso sem amor.

O mínimo de nós dois

No pequeno espaço
entre teu olhar e o meu
brilha a estrela do desejo
que nos guia um para o outro

Na ausente distância
entre teus lábios e os meus
brincam e fundem-se os hormônios
da nossa química mais secreta

No mínimo silêncio
onde somente nossos corpos falam
deslizam mãos em carícias
de tatos cegos que tudo dizem

No fugaz e eterno momento
da consumação de nosso amor
gritam gargantas no gozo do prazer
da quase dor desse explodir...



- Postado por: serenella às 19h49
[ ] [ envie esta mensagem ]





O mínimo de nós dois

No pequeno espaço
entre teu olhar e o meu
brilha a estrela do desejo
que nos guia um para o outro

Na ausente distância
entre teus lábios e os meus
brincam e fundem-se os hormônios
da nossa química mais secreta

No mínimo silêncio
onde somente nossos corpos falam
deslizam mãos em carícias
de tatos cegos que tudo dizem

No fugaz e eterno momento
da consumação de nosso amor
gritam gargantas no gozo do prazer
da quase dor desse explodir...




- Postado por: serenella às 19h46
[ ] [ envie esta mensagem ]





Escravo das Recordações

Golden

Sinto vontade de gritar, como se eu pudesse, sem os ouvidos ferir.
Vontade de partir, como, se eu soubesse, se tivesse sequer onde ir.
De ir, de sair, as asas domando as forças do vento e pronto!
Pronto a enfrentar o infinito, tão distante, tão próximo, a teu encontro!

As ondas do tempo, envolventes, a varrer, desta vida, as areias,
apagando marcas frescas, passadas, da nossa história recente,
ora delicadas vagas, serenas, sincopadas ao bater destas asas,
ora altaneiras, borrascosas, num turbilhão a nos confundir a mente.

Como explicar a força, que nos anima, nos faz seguir adiante,
quando, em verdade, temos consciência do ontem, presente,
em visões, reais como o zunir do vento em nossos ouvidos.

Escravos das recordações, peças pregadas em nossos sentidos,
a reviver, sempre e sempre, calafrios, tão reais quanto o agora,
sentimentos tão ciosamente guardados, ecos saudosos de outrora.



- Postado por: serenella às 19h44
[ ] [ envie esta mensagem ]





 CANÇÃO DO AMOR

"Nos acorde da canção

dou asas a imaginação.

vagueio na emoção,

sinto em meu coração.

Nesta bela melodia,

que me aclama e me fascina,

onde escuto, para e lembro,

de voce meu querido.

Meus pensamentos vão longe,

aonde voce estiver,

não importa longe ou perto,

são seus os pensamentos mais

belos que tenho

A emoção explode,

quando contigo estou,

é uma alegria tão grande,

essa que em mim se alajou.

O meu coração bate forte,

bate por voce amor,

bate feliz e animado

quando ao seu lado estou.

(W.M.G)



- Postado por: serenella às 19h41
[ ] [ envie esta mensagem ]





 

Inconfesso desejo

 Carlos Drummond de Andrade

 Queria poder declarar ao mundo este amor
Não me falta vontade, não me falta desejo
Você é minha vontade, meu maior desejo
Queria poder gritar esta loucura saudável
Que é estar em teus braços
Perdido pelos teus beijos, sentindo-me louco de desejo
Queria recitar versos, cantar aos quatros ventos
As palavras que brotam
Você é a inspiração, minha motivação
Queria falar dos sonhos
Dizer os meus secretos desejos
Que é largar tudo para viver com você
Este inconfesso

Viver é acreditar no nascer e no pôr-do-sol
É ter esperança de que o amanhã será sempre o melhor
É renascer a cada dia
É aprender a crescer a cada momento
É acreditar no amor
É inventar a própria vida..
No decorrer desta vida, o prazer, a alegria, a tristeza, a dor, o amor, desfilam
em nossa alma e em nosso coração deixando diferentes marcas.
São essas marcas combinadas que formam a riqueza da nossa caminhada.
Um caminho onde o mais importante não é chegar e sim "caminhar".
Valorize todos os detalhes, todas as subidas e descidas, as pedras, as curvas, o
silêncio, a brisa e as montanhas deste seu caminho, para que você possa dizer de
cabeça erguida, no futuro:
Cresci,Chorei, Sorri, Caí, Levantei
Aprendi, Amei, Fui amado, Perdi,Venci
Vivi

Desconheço o autor

 




- Postado por: serenella às 19h29
[ ] [ envie esta mensagem ]



 











::::::::::::::::::::::::::::::::::: Meu Outro Blog:::::::::::::::::::::::::::::::













BLOG NO AR DESDE 23/09/2006!!!





contatore



Photobucket



Photobucket

Photobucket


::::::::::::::::::::::::::::::::::: SanremoStory:::::::::::::::::::::::::::::::



Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket


Photobucket - Video and Image Hosting




::::::::::::::::::::::::::::::::::: Minha Música:::::::::::::::::::::::::::::::





::::::::::::::::::::::::::::::::::: Letra Serenella:::::::::::::::::::::::::::::::

:::SERENELLA:::


Come profumi, che gonna,
che bella che sei,
che gambe che passi
sull'asfalto di Roma.
Serenella,
in questo vento di mare, di pini,
nel nostro anno
fra la guerra e il duemila.
Dal conservatorio all'università,
la bicicletta non và,
e tu che aspetti me
con i capelli giúbr> e io li carezzerò
seduti al nostro caffè
Serenella,
la radio trasmetterà
la canzone che ho pensato per te,
e forse attraverserà
l'oceano lontano da noi.
L'ascolteranno gli americani
che proprio ieri sono andati via,
e con le loro camicie a fiori
colorano le nostre vie
e i nostri giorni di primavera
che profumano dei tuoi capelli
e dei tuoi occhi cosi belli,
spalancati sul futuro
e chiusi su di me.
Nel novecentocinquanta.
Nel novecentocinquanta.
Amore, ma come stiamo bene al sole,
amore, da quest'anno tu sarai con me.
È tondo quest' anno,
è £ome un pallone che tiro diretto,
e che bell' effetto al mio cuore.
Serenella,
coi soldi, cravatte e vestiti di fiori
e una Vespa per correre insieme al mare.
Al mare di questa città,
alle onde, agli spruzzi
che escono fuori dalle nostre fontane,
e se c'è µn pò di vento
ti bagnerai
mentre aspetti me
al nostro caffè.
Serenella,
la radio trasmetterà
questa canzone che ho pensato per te,
e forse attraverserà
l'oceano lontano da noi.
L'ascolteranno gli americani
che proprio ieri sono andati via,
e con le loro camicie a fiori
che colorano le nostre vie
e i nostri giorni di primavera
che profumano dei tuoi capelli
e dei tuoi occhi cosi belli,
spalancati sul futuro
e chiusi su di me.
Nel novecentocinquanta.
E ti amo, ti amo forte al sole,
questo sole che sembra vicino.
Serenella, io voglio un bambino
nei nostri giorni di primavera.
Lo penseremo come una canzone.
Serenella, ti porto al sole.
Serenella, ti porto al mare.
La radio trasmetterà
questa canzone che ho pensato per te,
e forse attraverserà
l'oceano lontano da noi.
L'ascolteranno gli americani,
che proprio ieri sono andati via
O Serenella, ti porto al mare.
Ti porto via.
L'ascolteranno gli americani,
che proprio oggi sono andati via.
O Serenella, ti porto al mare.
Ti porto via.



:::TRADUÇÃO:::

Como perfumas, que saia,
que bela que és
que pernas que moves
sobre o asfalto de Roma.
Serenella,
neste vento de mar, de pinheiros,
entre a guerra e o dois mil.
Do conservatório á µniversidade,
a bicicleta não vai,
e tu que esperas por mim
com os cabelos compridos
e eu os acariciarei
sentados no nosso bar.
Serenella,
o radio transmitirá
a canção que pensei para ti,
e talvez atravessarás
o oceano distante de nós
A escutarás os americanos
que próprio ontem foram embora,
e com suas camisas a flores
coloram as nossas vias
e os nossos dias de primavera
que perfumam dos teus cabelos
e dos teus olhos tão belos,
abertos para o futuro
e fechados sobre mim.
Em novecentos cinquenta.
Em novecentos cinquenta.
Amor, mas como estamos bem ao sol,
amor, deste ano tu estará comigo.
É redondo este ano,
é como uma bola que chuto direto,
e que belo efeito ao meu coração.
Serenella,
com o dinheiro, gravatas
e vestidos de flores
e una Vespa para correr
juntos até o mar.
Ao mar desta cidade,
às ondas, aos borrifos
que saem dás nossos chafarizes,
e se tem um pouco de vento
te banharás
enquanto esperas por mim
no nosso bar.
Serenella,
o radio transmitirá
esta canção que pensei para ti,
e talvez atravessará
o oceano distante de nós
A escutarão os americanos
que próprio ontem foram embora,
e com suas camisas a flores
que coloram as nossas vias
e os nossos dias de primavera
que perfumam dos teus cabelos
e dos teus olhos tão belos,
abertos para o futuro
e fechados sobre mim.
Em novecentos cinquenta
E te amo, te amo forte ao sol,
este sol que parece vizinho.
Serenella, eu quero um menino
nos nossos dias de primavera.
O pensaremos como uma canção.
Serenella, te levo ao sol.
Serenella, te levo ao mar.
O radio transmitirá
esta canç£o que pensei para ti,
e talvez atravessará
o oceano distante de nós
A escutarão os americanos
que próprio ontem foram embora
Oh Serenella, te levo ao mar.
Te levo embora.
A escutarão os americanos
que próprio hoje foram embora.
Oh Serenella, te levo ao mar.
Te levo embora.














temperatura em Curitiba





Photobucket - Video and Image Hosting

BILHETE

Se tu me amas,
ama-me baixinho.
Não o grites de cima dos telhados,
deixa em paz os passarinhos.
Deixa em paz a mim!
Se me queres,
enfim,
.....tem de ser bem devagarinho,
.....amada,
.....que a vida é breve,
.....e o amor
.....mais breve ainda.

Mario Quintana



Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - 
Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting


Photobucket
 - Video and Image Hosting



Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket













Photobucket - Video and Image Hosting

Do teu cheiro

O gosto da tua pele
sal impregnado em meus lábio
que me mata de sede
à beira da fonte dos teus prazeres.

O teu gosto na minha boca
mel que sacia meus desejos
na hora derradeira
do medo de te perder
em meio aos lençóis.

O teu cheiro impregnado
no meu corpo
perfume raro que nem a chuva
leva de mim.



Photobucket
Photobucket

Photobucket

Photobucket - Video and Image Hosting



Photobucket








Photobucket