::::::::::::::::::::::::::::::::::: Novo Award:::::::::::::::::::::::::::::::






::::::::::::::::::::::::::::::::::: Selo Destaque:::::::::::::::::::::::::::::::




::::::::::::::::::::::::::::::::::: Destaque Do Mês:::::::::::::::::::::::::::::::
















::::::::::::::::::::::::::::::::::: Para Você:::::::::::::::::::::::::::::::

:::PRESENTES:::

:::DESTAQUES:::




::::::::::::::::::::::::::::::::::: Minhas Salas :::::::::::::::::::::::::::::::

:::Premios Recebidos:::

:::Destaques Recebidos:::

:::Meus Presentes:::

:::Meus PresentesII:::

::: Pres/ Homenagens:::

:::Awards Recebidos:::

:::Awards RecebidosII:::

:::Links Blogs Amigos:::

:::Natal/2006:::

:::Natal/2007:::

:::Natal/2008:::

:::NATAL/2009:::

:::NATAL/2010:::

:::PresentesdePascoa:::




::::::::::::::::::::::::::::::::::: Link-me:::::::::::::::::::::::::::::::




::::::::::::::::::::::::::::::::::: Premio do Ano:::::::::::::::::::::::::::::::




clique aqui e conheça os mais lindos blogs e sites na internet.





Photobucket



::::::::::::::::::::::::::::::::::: Eu Participo:::::::::::::::::::::::::::::::














"BLOG SERENELLA" FAZ PARTE





Photobucket




Ti sognai
I sogno
Ed i baci
sembrava vivi
E ti cercavo la mano
Stati veri i sinceri
Ti amo
Forse é
anche nostalgia
Nostalgia che
non lascia mai
Nostalgia di
te mio dolce amore


Sonhei com voce
Em sonho
E os beijos
pareciam vivos
Eu te procurava a mão
Momentos verdadeiros
e sinceros
Te amo
Talvez é
tambem saudade
Saudade que
não nos deixa mais
Saudade de
voce meu doce amor






















Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting









Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Photobucket





Photobucket




Histórico:

- 10/04/2011 a 16/04/2011
- 21/11/2010 a 27/11/2010
- 08/08/2010 a 14/08/2010
- 23/05/2010 a 29/05/2010
- 17/01/2010 a 23/01/2010
- 16/08/2009 a 22/08/2009
- 29/03/2009 a 04/04/2009
- 05/10/2008 a 11/10/2008
- 27/07/2008 a 02/08/2008
- 29/06/2008 a 05/07/2008
- 13/04/2008 a 19/04/2008
- 20/01/2008 a 26/01/2008
- 09/12/2007 a 15/12/2007
- 07/10/2007 a 13/10/2007
- 16/09/2007 a 22/09/2007
- 19/08/2007 a 25/08/2007
- 22/07/2007 a 28/07/2007
- 08/07/2007 a 14/07/2007
- 17/06/2007 a 23/06/2007
- 20/05/2007 a 26/05/2007
- 15/04/2007 a 21/04/2007
- 01/04/2007 a 07/04/2007
- 25/02/2007 a 03/03/2007
- 14/01/2007 a 20/01/2007
- 22/10/2006 a 28/10/2006
- 01/10/2006 a 07/10/2006
- 17/09/2006 a 23/09/2006



Outros sites:

- UOL - O melhor conteúdo
- BOL - E-mail grátis


Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog









 






AGRADEÇO COM MUITO CARINHO AOS AMIGOS PELOS PREMIOS, AWARDS, PRESENTES E DESTAQUES .




























































 

 AVESSO.

Como ventania
e mar revolto,
é a minha paixão cálida,
inacabada...
uma saudade impaciente,
poetizada!

Avesso,a calmaria,
o teu silêncio,
desértico...
que provoca tormento,
tal qual areia fina na pele ao vento.


Teu avesso,minha ilusão...
O oásis não encontrado,
que deixa sede na alma
desidrata fantasias
e perpetua a emoção!

 

 Além de mim ...
" Sou o estranho que tua voz canta!
E me encanta.
Que vêm de dentro e fica para amar...
Sou o segredo oculto para mitos...
Sou o que sinto!
Sem mito.
Não sou o que vejo no espelho.
Sou o desejo de um beijo, na alma.
Sou o reflexo que me acompanho sem calma.
Sou a minha alma sem fim.
Sou o Amor Eterno que insiste.
E me acompanho. Sinto, sem mito, sem fim.
Sou tua, sou minha alma além de mim. Sem fim... "
                 (Dú Karmona )

"Entre o cinza do amanhã
e o branco da espera,
me permito o azul"



- Postado por: serenella às 21h56
[ ] [ envie esta mensagem ]





"Há algo em mim
pequeno e quebradiço
e inconsolável
o antônimo do mar"

Mulheres serenas,
Promessas de nada.
Mulheres de vento,
De sopro divino,
Mulheres de sonho,
Mulheres sentido,
Mulheres da vida,
melhor ter vivido…
Mulheres de tempo,
Em que tudo que havia fazia sentido,
Mulheres que eu vejo,
No sol de janeiro,
Mulheres saídas de potes de vidro,
Mulheres faceiras,
As mais feiticeiras,
Melhor ter sorrido…

Ilusões, folhas caídas,

Chances válidas, perdidas,

Apelos da mocidade...

As lembranças andarilhas

Vão pisando pelas trilhas

Da inevitável saudade!

 (Oriza)

Aqui nesta praia onde

Não há nenhum vestígio de impureza,

Aqui onde há somente

Ondas tombando ininterruptamente,

Puro espaço e lúcida unidade,

Aqui o tempo apaixonadamente

Encontra a própria liberdade.

          ((Sohia Breyner))

"No fim tu hás de ver que as coisas

mais leves são as únicas

que o vento não conseguiu levar:

um estribilho antigo,

um carinho no momento preciso,

o folhear de um livro de poemas,

o cheiro que tinha um dia,

o próprio vento..."

((Mário Quintana))



- Postado por: serenella às 00h08
[ ] [ envie esta mensagem ]





Passeio

Blusa em organza branca
em transparência delicada
insinuando
mostrando tudo... mostrando nada

Botõezinhos perolados... semi-abertos
delicados...
guardam uma fronteira
entre a imaginação e a realidade
de caminhos inexplorados

Tua mão se perde na transparência
dessa diáfana blusinha.
Atravessa timidamente os limites
que os botõezinhos entreabertos deixam ver
e que o teu desejo... adivinha

 

Código da Lembrancinha

Menu-Para Vc-Presentes

Obrigada amigos pelo

seu apoio e seu carinho

ao longo destes 3 anos do

SERENELLA

Obrigada pelas visitas,

mensagens e,

principalmente,carinho.

Por mais que eu me ausente algumas vezes,

tenham certeza amigos que vocês estão

sempre na minha lembrança.

Beijos carinhosos...

ju

                    


 Pudesse eu

Pudesse eu não ter laços nem limites
Ó vida de mil faces transbordantes
Para poder responder aos teus convites
Suspensos na surpresa dos instantes.

(Sophia Andresen)

 

"E se a paixão há que

ser provisória,

que seja louca e linda

a nossa história"




- Postado por: serenella às 00h22
[ ] [ envie esta mensagem ]





 19/06/2010


Por um tempo escuro e louco,
segui na tarefa de te esquecer.
Sondando caminhos de viver, segui
e eram névoas, os dias
e eram sombras, as noites.

Na solidão,
qual estrela perdida, segui
lavrando em silêncio,
a pedra fria da solidão.

Escondendo os lamentos,
pelas ruas segui.

Segui por estes caminhos, em vão.
Tu não me amas, eu não te esqueço,
enredo triste de dor.

De que me serviu anuviar a alma
e sufocar o corpo, tentando apagar
as lembranças de ti?

Voltas, voltas sempre.
Nunca foste, nunca
e segui me enganando
na efêmera ilusão de te esquecer.

                   (saramar)

 

23/05/2010

 

Fascínio.

 Coloque um ponto
Faça a finalização
Destes meus
Energúmenos pensamentos
Onde a possessão
Só faz padecer
Mesclando
Paixão e desejo
Mérito seu
Que do olhar
Faz o açoite
E a minha loucura
O pernoite
Aguardando
Um simples gesto seu...

 (Gerson F. Filho)

 



- Postado por: serenella às 20h11
[ ] [ envie esta mensagem ]





12/04/2010

"Calmos pensamentos nos cercam,

como o florir,

dos ramos__

os frutos a amadurecer__

o sol de outono."

(John Keats)

 

01/02/2010

“Se te miro apenas um instante /
 me falta a voz. /
A língua gela,
um fogo tênue /
desliza sob a pele. /
Com os olhos nada vejo
e os ouvidos ficam zumbindo; /
o suor me cobre e o tremor /
se apodera de mim. /
Empalideço mais que a relva /
e parece que vou morrer”.

(safo)

21/01/2010

TORMENTA


Os ventos são brisa apenas, em dias de calmaria.

Que intempérie! Chegam fortes, em dia de ventania.

Mas a brisa se transforma, até em grande tufão,

Se meu amado não chega, venta no meu coração!

 

Tempestades nebulosas, tangendo as ondas do mar,

Vilipendiam a alma, nas tormentas do esperar.

Num desafio tamanho, se tardas, fustiga o vento...

Se chegas, tudo se acalma, esquecemos o tormento.

 

Sem temor de tempestades, nos teus braços acolhida,

Isto sim, é bem maior, que a natureza incontida!

Vento forte dobra as folhas, da árvore, ao seu sabor,

 

Eu aqui, estou alquebrada, perdida por teu amor!

Entregues e arrebatados...deixa a tormenta lá fora!

Nas brumas da madrugada, somos nós, aqui...agora..


(Mírian Warttusch)



- Postado por: serenella às 16h49
[ ] [ envie esta mensagem ]





23/11/2009

  

Teu corpo:

um porto
que eterniza
meus navios

um parto
que traduz
o meu avesso

a parte
que arremata
meu desejo.

 CONCEITO  
(Maria Esther Maciel)

 06/11/2009

 

Além do tempo
Vinicius de Moraes / Edu Lobo

Esse amor sem fim, onde andará?
Que eu busco tanto e nunca está
E não me sai do pensamento
Sempre, sempre longe

Esse amor tão lindo que se esconde
Nos confins do não sei onde
Vive em mim além do tempo
Longe, longe, onde?

Por que não me surges nessa hora
Como um sol
Como o sol no mar
Quando vem a aurora

Esse amor que o amor me prometeu
E que até hoje não me deu
Por que não está ao lado meu?

Esse amor sem fim, onde andará?
Esse amor, meu amor,
Onde andará?

 02/10/2006

 

Em cada Primavera...

                  (Carolina Salcides)

 



- Postado por: serenella às 20h03
[ ] [ envie esta mensagem ]





18/07/2009

A LUA ME DISSE

Na janela, a imagem da Lua
Pronta a moldurar meus sonhos
Sempre ali, fazendo-se presente
Leva para tão longe meu coração

Envolta em seu véu brilhante
Hora grande e bela, hora

simples traço
Desperta minha imaginação
Permite-me mais espaço...


Hoje está meio que de lado lua amiga
Não porque perdestes a beleza
Pois ela é imutável, mas um outro amigo
É o que meu coração anseia

Ele vem quando você se for
Seu nome é Sol, grande e poderoso

Tem estilo, tem beleza...
Mas não é isso que me atrai
Em sua face ardente e brilhante
Diferente de você, ele

não traz o sonho
É um outro encanto Lua querida
Trará o dia, o sorriso,

o brilho da vida

20/05/2009

"Foi tão fácil
Deixar-me perder
Sem sinais
No teu céu
Pois eu já não encontro
O caminho


Eu não sei mais
Como hei-de voar
Esquecer
Livrar o pensar
Se és tão frágil
Neste mundo


Continuo a deixar-me perder
Sem sinais
No teu céu
Pois eu já não encontro
O caminho"

 

Insensatez

eu navego
em ti
o desejo insano
que persegue
anos a fio.

nas águas perigosas
do teu cio
eu me deixaria afogar
de vez.

Anônima Saudade
 

Não viste a noite despida em meus olhos
No vago lume do horizonte
A branda nudez das mãos em espera
À minha volta, o vaguear dos sonhos
Em vigília sobre as pálpebras da esperança
Pousado sobre a minha memória
O silêncio do teu nome
Evocando os passos da saudade
Deitado no mármore do tempo
O gesto possível que mudaria tudo
Não fosse a certeza da tua ausência
 Fernanda Guimarães

01/04/2009

Ciclo da Solidão

 
Descortino o passado
Para iluminar o futuro
Disseco os fatos
Para aliviar os fardos
 
A dor é absurda
Fico doente e muda
Mas preciso prosseguir
Para abraçar o que há de vir
 
Ergo a cabeça
Para que eu não enlouqueça
Preciso des´render o esforço
Para que não haja desgosto
 
Quebrarei o ciclo da solidão
Viverei intensamente a paixão
Pois da vida, nada temo
E viverei sem receio...
               (Helena Kluiser)



- Postado por: serenella às 22h58
[ ] [ envie esta mensagem ]





05/02/2009

Errante

Como um sussurro na noite
Que me diz baixinho:
“Não chores mais!”
Como um querer alucinante
De fugir de mim
Para te sentir como os demais…
Como um carrossel errante
Que expulsa cavalos e cisnes
Tudo e mais nada…

Assim é
Quando te sonho, acordada
Sendo a mais bela história
A que ficou por contar
Sendo o mais belo abraço
Aquele, cativo no teu olhar.

21/01/2009

 

 Resto de Mim

Quanta coisa ainda por dizer
Do meu amor imenso por você

Quantas palavras que ficaram no ar
Suspensas pra sempre
Perdidas no mundo sem encontrar você

O susto foi grande
O medo passou...

Agora,o vazio me ocupou
Queima meu corpo,rompe meus sonhos
Mas sei que não quero me enganar de novo

Você arrancou os frutos sadios
Você entornou o meu coração
O inverno foi longo.
As noites sem fim

Meu bem, meu bem
O que fez com o resto de mim

Procuro razões em seus olhos escusos
Só vejo a mentira escondida no fundo
Você fez sangrar o meu coração
Feriu a si mesmo
Pensando que não.

        (Maria Bethania)

"Os girassóis quase sempre
sonham horizontes azuis."

             (Nel Meirelles)

23/12/2008


Fale baixinho


Fale baixinho
E me envolva com calor
Me abrace forte
E confesse o seu amor
Eu quero ouvir dos lábios seus
Que em nosso amor
Não haverá nenhum adeus.
Jamais sonhei ser tão feliz
Nós dois assim, num só coração.
Fale baixinho
E só o céu vai nos ouvir
Diga que o nosso amor
Ninguém vai destruir
Se eu lhe dei a minha vida
Você me trouxe a paz
Que tanto procurei.



- Postado por: serenella às 20h05
[ ] [ envie esta mensagem ]





08/12/2008


Meu Sonho


Parei as águas do meu sonho
para teu rosto se mirar.
Mas só a sombra dos meus olhos
ficou por cima, a procurar...
Os pássaros da madrugada
não têm coragem de cantar,
vendo o meu sonho interminável
e a esperança do meu olhar.
Procurei-te em vão pela terra,
perto do céu, por sobre o mar.
Se não chegas nem pelo sonho,
por que insisto em te imaginar ?
Quando vierem fechar meus olhos,
talvez não se deixem fechar.
Talvez pensem que o tempo volta,
e que vens, se o tempo voltar.

        (Cecília Meireles)

16/11/2008

 

De todos os amores por mim vividos até hoje,
o seu foi o mais intenso.

De todas as almas,
a sua foi a mais gemêa.

De toda vontade de ficar junto,
a vontade que me domina é a sua.

De toda a ânsia de cometer loucuras,
a sua foi a que mais me tentou.

De todas as esperanças em amores depositadas,
o seu foi o que teve mais crédito.

De toda a saudade,
a sua foi a mais forte.

De todos os beijos,
o seu foi foi o mais gostoso.

De todo o calor,
o seu foi o mais ardente.

Por isso de todos os amores
eternos por mim prometidos,
o seu será o único
cumprido a risca!

 

05/11/2008

Pôr do Sol
Quando o sol se põe
Todo o meu Ser
Também de põe
O meu Ser
Se põe para viver
Os meus desejos
Mais intimos e verdadeiros
Quando o sol se põe
A minha vida se transforma
Em luz celestial.
Sinto pulsar a vida
O amor sem limites
O desejo da entrega
Para viver a plenitude do amor

 



- Postado por: serenella às 18h43
[ ] [ envie esta mensagem ]





Muito obrigada minha qurida amiga MELISSA.

http://janeladossonhos.zip.net/

 

 

 



- Postado por: serenella às 18h12
[ ] [ envie esta mensagem ]





28/10/2008


solidão

Hoje à noite
lua alta
à meia-noite
lua falta
minha solidão
já brilha alta

(a Leminski)

Chove
Pequenas gotas que
refrescam a alma...
....a pele....
....e todas as gotas
deslizam lentamente
sobre meu corpo.

10/10/2008

 

Quero ficar com você
Nessa noite de lua
Com barulho de vento
Entre sono de estrelas.

Quero ficar em teus braços
Encontrar-te no desejo
Perder-me em seus beijos
Carregar-te em meus sonhos.


 " O Tempo... "

Imprevisível o tempo
em teu amor.

Ontem, primavera amena,
um sol de estio.

Hoje, o inverno, e este vento
inesperado e frio.

 

01/10/2008


Céu e Mar


Céu e mar, estrelas na areia
Verde mar, espelho do céu
Minha vida é uma ilha bem distante
Flutuando no oceano na aventura de viver

Céu e mar, estrelas na areia
Verde mar, espelho do céu
Meus desejos são estrelas pequeninhas
Rebrilhando de alegria
Por alguém que me quer bem

Céu e mar, estrelas na areia
Verde mar, espelho do céu
Minha vida, vou passando
Meu amor, eu vou amando
E meu barco vou levando a céu e mar

                              (Johnny Alf)

 


O Mais-Que-Perfeito

Ah, quem me dera ir-me
Contigo agora
Para um horizonte firme
(Comum, embora...)
Ah, quem me dera ir-me!

Ah, quem me dera amar-te
Sem mais ciúmes
De alguém em algum lugar
Que não presumes...
Ah, quem me dera amar-te!

Ah, quem me dera ver-te
Sempre a meu lado
Sem precisar dizer-te
Jamais: cuidado...
Ah, quem me dera ver-te!

Ah, quem me dera ter-te
Como um lugar
Plantado num chão verde
Para eu morar-te
Morar-te até morrer-te.
      (Vinícius de Moraes)

01/09/2008

DISTÂNCIA....

Entre nós tantas aguas.

Redemoinha o vento,
Anda à roda o ar.
Vai meu pensamento
Comigo a sonhar.

Vai saber na altura
Como no arvoredo
Se sente a frescura
Passar alta a medo.

Vai saber de eu ser
Aquilo que eu quis
Quando ouvi dizer
O que o vento diz.

                           (Fernando Pessoa)

 " Dir-se-ia "

  Hoje
dir-se-ia que nunca existi
que nuca foste verdade...

Dir-se-ia...

...Entretanto, continuas no verbo
com que conjugo a minha saudade...

          J.G. de Araujo Jorge

                       

18/08/2008

      Você,
alquimia perfeita dos magos do amor.
Você..
que entranhou pelas minhas veias
e corre pelo meu corpo,
invadindo meu cérebro
como uma explosão de neurônios ...
não me deixando esquecê-lo nunca.
Você
que faz com que meu coração
bata descompassadamente,
como o perigo que ronda iminente...
fazendo com que o chão suma sob meus pés,
deixando-me à mercê de um abismo.
Você
que causa todas estas sensações
num turbilhão de emoções;
Você..
outra metade de mim que se perdeu no tempo,
incentivando-me a mergulhar
no passado a sua procura,
toda vez que penso em ser um "EU" completo.
Você,
aquela paixão desenfreada sem limitações
e cheia de desejo de navegar...
NAVEGAR sem rumo e só ancorar quando encontrá-lo,
podendo neste instante senti-lo,
beijá-lo e achar que chegou a hora de morrer...
MORRER DE AMOR....  

"Apesar das ruínas e da morte,
Onde sempre acabou cada ilusão,
A força dos meus sonhos é tão forte,
Que de tudo renasce a exaltação
E nunca as minhas mãos ficam vazias ".

                       



- Postado por: serenella às 20h29
[ ] [ envie esta mensagem ]





07/08/2008

        

Emoção Ferida

Na lua te vi,
nas estrelas te encontrei,
mas nas brumas da noite te perdi.
Nos meus sonhos viajei,
e me escondi da vida.
Fui ferida,
mas retornei.
E entre muitos espinhos,
no coração te senti.

Tentei extirpar,
mas voltou a sangrar...
A emoção sofrida
pela dor da farpa penetrada
provocando uma hemorragia
que não se consegue estancar.

Então... deixei-a no lugar
sem conseguir abrandar,
e saí para a vida...
Fui ver o sol raiar,
uma nova vida recomeçar,
e delegar ao tempo ,
esta emoção ferida, cicatrizar!

         (Monica Amélia)

 

Blog do Angel Charlie, aprova seu Blog!

Obrigado amigo pela linda supresa.

Amei a homenagem.

Muitíssimo obrigada.

VISITEM  A PÁGINA

http://salahomenagem.blogspot.com/search/label/Serenella



22/07/2008


O Meu Voar

Voo,
Livre que nem vento
liberta de qualquer
constrangimento

Voo
Feliz por saber
que ainda posso
sonhar e crer

Voo
Livre, livre,
na beleza de
ser Criança Mulher

Voo
Sem ti, mas em mim,
que voo melhor posso
querer?

  (Ana F.Trindade)

07/07/2008

         MEU AMOR

De ti somente um nome sei, Amor,
É pouco, é muito pouco e é bastante
Para que esta paixão doida e constante
Dia após dia cresça com vigor!

Como de um sonho vago e sem fervor
nasce assim uma paixão tão inquietante!
Meu doido coração triste e amante
Como tu buscas o ideal na dor!

Isto era só quimera, fantasia,
Mágoa de sonho que se esvai num dia,
Perfume leve dum rosal do céu...

Paixão ardente, louca isto é agora,
Vulcão que vai crescendo hora por hora...
O meu amor, que imenso amor o meu!
                (Florbela Espanca)



- Postado por: serenella às 15h52
[ ] [ envie esta mensagem ]





16/06/2008

O Show

                            (Elza Moreira)

No Silêncio da noite
No palco iluminado
Apenas os bailarinos,
a orquestra, a melodia, uma canção...

Com os olhares ávidos, penetrantes
Contemplando o Show
um encanto , vibrante
De um espetáculo brilhante ...

Envolvidos no olhar,
Enlaçados num abraço
Tão unidos , irradiando harmonia num laço
Como uma onda do mar...

Os dançarinos girando em par
Num esplendor de um abraço
Tão unidos, como o ato de amar.
No afago desses corações apaixonados
Nos saltos, nos passos, no compasso
De uma música, um poema,
Uma orquestra a tocar
Tão doce como o mel...
Transpirando o perfume das flores,
com todas as cores ,
Sentindo no peito
Um convite para Amar.

E no embalo delirante da apresentação
Trazendo nos corpos elegantes
O ritmo , a melodia
Um ritmo forte e extasiante
Interpretando com alma, toda emoção
Refletida na face, no olhar
A poesia, sentida

Alojada no coração



- Postado por: serenella às 22h18
[ ] [ envie esta mensagem ]





03/06/2008

AVESSO.

Como ventania
e mar revolto,
é a minha paixão cálida,
inacabada...
uma saudade impaciente,
poetizada!

Avesso,a calmaria,
o teu silêncio,
desértico...
que provoca tormento,
tal qual areia fina na pele ao vento.

Teu avesso,minha ilusão...
O oásis não encontrado,
que deixa sede na alma
desidrata fantasias
e perpetua a emoção!

A Che Serve Volare

             Roberto Carlos


Veloce come il vento
Io correvo verso te,
La strada sempre uguale
Scompariva agli occhi miei.

Ma a che serve volare,
Sempre volare,
Quando l'amore
Non aspetta più te
.


Veloz como o vento
Eu corria na tua direção,
A estrada sempre igual
Desaparecia aos olhos meus.

Mas pra que serve voar,
Sempre voar,
Quando o amor
Não te espera mais.


20/05/2008

   SINTO-TE

Na distância palpável das ondas
Na paisagem sonâmbula dos dias
Nos vazios de perfume que deixaste
E da essência dos rastos amanhecidos
só o gesto líquido da ausência
            (Jorge Casimiro)

Além do tempo
Vinicius de Moraes / Edu Lobo

Esse amor sem fim, onde andará?
Que eu busco tanto e nunca está
E não me sai do pensamento
Sempre, sempre longe

Esse amor tão lindo que se esconde
Nos confins do não sei onde
Vive em mim além do tempo
Longe, longe, onde?

Por que não me surges nessa hora
Como um sol
Como o sol no mar
Quando vem a aurora

Esse amor que o amor me prometeu
E que até hoje não me deu
Por que não está ao lado meu?

Esse amor sem fim, onde andará?
Esse amor, meu amor,
Onde andará?




- Postado por: serenella às 18h12
[ ] [ envie esta mensagem ]





27/04/2008

Na Penumbra

 Chego a ti,
envolta na penumbra desta noite,
expondo apenas
minha silhueta trêmula,
pele umedecida pelo suor da excitação,
lábios ávidos dos teus,
essência minha de mulher
a romper barreiras,
neste meu anseio em te amar!..

Toma-me como tua,
deita-me em tapete de estrelas
nesta penumbra que a luz da lua prateia,
cola teu corpo ao meu,
protege-me com teus abraços,
acarinha este meu corpo trêmulo,
faze deste momento,
o nosso tempo de
Amar!..

 Thais S Francisco     

17/04/2008 

 

Brilho
 
Quero ser pássaro
No aço
brilho
de tua boca :
quero ser (su)ave
na luz
e a sina
mais louca.
 
De tua fala,
falavra de tua arquitetura,
quero ser o ser
na sua tessitura.
 
De tudo que se faz dócil,
Favo
abelha
abalo erótico,
quero ser Teseu,
o beijo mais exótico !
 
Do que vem de doçura,
quero ser afavo,
na sua urdidura !

 J. Barbosa Filho

Debruço-me na sua ausência
como se o vazio
dotado fosse de ombros largos,
cor, calor e pudesse me ouvir ao relento
roçar o ponto mais sensível
da imensa falta que você faz.
(Antonio C. Mattos)

31/03/2008


Minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas
tempestivas nem de grandes ventanias soltas,
 pois eu também sou o escuro da noite.

(Clarice Lispector)



- Postado por: serenella às 22h35
[ ] [ envie esta mensagem ]



 











::::::::::::::::::::::::::::::::::: Meu Outro Blog:::::::::::::::::::::::::::::::













BLOG NO AR DESDE 23/09/2006!!!





contatore



Photobucket



Photobucket

Photobucket


::::::::::::::::::::::::::::::::::: SanremoStory:::::::::::::::::::::::::::::::



Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket


Photobucket - Video and Image Hosting




::::::::::::::::::::::::::::::::::: Minha Música:::::::::::::::::::::::::::::::





::::::::::::::::::::::::::::::::::: Letra Serenella:::::::::::::::::::::::::::::::

:::SERENELLA:::


Come profumi, che gonna,
che bella che sei,
che gambe che passi
sull'asfalto di Roma.
Serenella,
in questo vento di mare, di pini,
nel nostro anno
fra la guerra e il duemila.
Dal conservatorio all'università,
la bicicletta non và,
e tu che aspetti me
con i capelli giúbr> e io li carezzerò
seduti al nostro caffè
Serenella,
la radio trasmetterà
la canzone che ho pensato per te,
e forse attraverserà
l'oceano lontano da noi.
L'ascolteranno gli americani
che proprio ieri sono andati via,
e con le loro camicie a fiori
colorano le nostre vie
e i nostri giorni di primavera
che profumano dei tuoi capelli
e dei tuoi occhi cosi belli,
spalancati sul futuro
e chiusi su di me.
Nel novecentocinquanta.
Nel novecentocinquanta.
Amore, ma come stiamo bene al sole,
amore, da quest'anno tu sarai con me.
È tondo quest' anno,
è £ome un pallone che tiro diretto,
e che bell' effetto al mio cuore.
Serenella,
coi soldi, cravatte e vestiti di fiori
e una Vespa per correre insieme al mare.
Al mare di questa città,
alle onde, agli spruzzi
che escono fuori dalle nostre fontane,
e se c'è µn pò di vento
ti bagnerai
mentre aspetti me
al nostro caffè.
Serenella,
la radio trasmetterà
questa canzone che ho pensato per te,
e forse attraverserà
l'oceano lontano da noi.
L'ascolteranno gli americani
che proprio ieri sono andati via,
e con le loro camicie a fiori
che colorano le nostre vie
e i nostri giorni di primavera
che profumano dei tuoi capelli
e dei tuoi occhi cosi belli,
spalancati sul futuro
e chiusi su di me.
Nel novecentocinquanta.
E ti amo, ti amo forte al sole,
questo sole che sembra vicino.
Serenella, io voglio un bambino
nei nostri giorni di primavera.
Lo penseremo come una canzone.
Serenella, ti porto al sole.
Serenella, ti porto al mare.
La radio trasmetterà
questa canzone che ho pensato per te,
e forse attraverserà
l'oceano lontano da noi.
L'ascolteranno gli americani,
che proprio ieri sono andati via
O Serenella, ti porto al mare.
Ti porto via.
L'ascolteranno gli americani,
che proprio oggi sono andati via.
O Serenella, ti porto al mare.
Ti porto via.



:::TRADUÇÃO:::

Como perfumas, que saia,
que bela que és
que pernas que moves
sobre o asfalto de Roma.
Serenella,
neste vento de mar, de pinheiros,
entre a guerra e o dois mil.
Do conservatório á µniversidade,
a bicicleta não vai,
e tu que esperas por mim
com os cabelos compridos
e eu os acariciarei
sentados no nosso bar.
Serenella,
o radio transmitirá
a canção que pensei para ti,
e talvez atravessarás
o oceano distante de nós
A escutarás os americanos
que próprio ontem foram embora,
e com suas camisas a flores
coloram as nossas vias
e os nossos dias de primavera
que perfumam dos teus cabelos
e dos teus olhos tão belos,
abertos para o futuro
e fechados sobre mim.
Em novecentos cinquenta.
Em novecentos cinquenta.
Amor, mas como estamos bem ao sol,
amor, deste ano tu estará comigo.
É redondo este ano,
é como uma bola que chuto direto,
e que belo efeito ao meu coração.
Serenella,
com o dinheiro, gravatas
e vestidos de flores
e una Vespa para correr
juntos até o mar.
Ao mar desta cidade,
às ondas, aos borrifos
que saem dás nossos chafarizes,
e se tem um pouco de vento
te banharás
enquanto esperas por mim
no nosso bar.
Serenella,
o radio transmitirá
esta canção que pensei para ti,
e talvez atravessará
o oceano distante de nós
A escutarão os americanos
que próprio ontem foram embora,
e com suas camisas a flores
que coloram as nossas vias
e os nossos dias de primavera
que perfumam dos teus cabelos
e dos teus olhos tão belos,
abertos para o futuro
e fechados sobre mim.
Em novecentos cinquenta
E te amo, te amo forte ao sol,
este sol que parece vizinho.
Serenella, eu quero um menino
nos nossos dias de primavera.
O pensaremos como uma canção.
Serenella, te levo ao sol.
Serenella, te levo ao mar.
O radio transmitirá
esta canç£o que pensei para ti,
e talvez atravessará
o oceano distante de nós
A escutarão os americanos
que próprio ontem foram embora
Oh Serenella, te levo ao mar.
Te levo embora.
A escutarão os americanos
que próprio hoje foram embora.
Oh Serenella, te levo ao mar.
Te levo embora.














temperatura em Curitiba





Photobucket - Video and Image Hosting

BILHETE

Se tu me amas,
ama-me baixinho.
Não o grites de cima dos telhados,
deixa em paz os passarinhos.
Deixa em paz a mim!
Se me queres,
enfim,
.....tem de ser bem devagarinho,
.....amada,
.....que a vida é breve,
.....e o amor
.....mais breve ainda.

Mario Quintana



Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - 
Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting


Photobucket
 - Video and Image Hosting



Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket













Photobucket - Video and Image Hosting

Do teu cheiro

O gosto da tua pele
sal impregnado em meus lábio
que me mata de sede
à beira da fonte dos teus prazeres.

O teu gosto na minha boca
mel que sacia meus desejos
na hora derradeira
do medo de te perder
em meio aos lençóis.

O teu cheiro impregnado
no meu corpo
perfume raro que nem a chuva
leva de mim.



Photobucket
Photobucket

Photobucket

Photobucket - Video and Image Hosting



Photobucket








Photobucket